Forgotten Realms - O Mythal de Fúria Draconica

O Retorno do Grande Ciclo está próximo e nem mesmo os monges do distante Forte da Vela, que guardam as palavras do profeta Alaundo podem prever o que surgirá depois disso...
 
InícioFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Portal Bocejante

Ir em baixo 
AutorMensagem
Narrador

avatar

Mensagens : 133
Data de inscrição : 05/01/2008

MensagemAssunto: O Portal Bocejante   Dom Jan 06, 2008 12:26 pm



O Portal Bocejante?
É uma taverna conhecida por guardar uma das entradas da Montanha Subterrânea e por muito mais segredos que faria um jovem aventureiro tremer.


Não podemos falar da taverna mais famosa de Águas Profundas sem antes voltar um pouco na história e conhecer a sua origem e a Montanha Subterrânea.


Montanha Subterrânea? Ah, sim. Um grande lugar para se divertir, o campo de batalha mais famoso para se obter a reputação de um aventureiro veterano - e a maior sepultura em massa conhecida em Faerûn hoje em dia.

- Elminster do Vale das Sombras


Uma Pequena História da Montanha Subterrânea

Há mais de mil anos atrás, o mago Halaster Manto Negro mudou-se para a base do Monte Águas Profundas, vindo de um país distante por acaso ou por providência. Alguns dizem que ele veio das Terras do Berço, o império quase esquecido que espalhou a humanidade por Faerûn e Kara-Tur a partir do que é agora as Planícies da Poeira Púrpura, um solo improdutivo criado pelo conflito com os deuses. Qualquer que seja sua origem, os estudiosos registram que Halaster trouxe com ele os Sete, como seus aprendizes são conhecidos, e com a ajuda deles e seu próprio poder, Halaster invocou seres de outros planos para construir uma torre de mago para si. Halaster cercou sua torre com uma grande muralha com torres menores para cada um de seus aprendizes, e ele criou campos e fazendas para serem trabalhadas pelos aprendizes e seus criados.

Durante um tempo, parecia uma boa vida para os Sete, mas com o passar dos dias, eles viram cada vez menos seu terrível mestre. Halaster continuou a usar criaturas caídas de outros planos para a construção abaixo de sua torre, e ele manteve seus negócios com eles e a natureza dos túneis longe dos Sete. Enfim, as escavações de Halaster chegaram aos Salões Subterrâneos, um complexo de túneis construído por anões ao redor de uma mina de mithril abaixo do Monte Águas Profundas. Os anões que construíram as masmorras, o clã Melairkyn, há muito tempo tinham sido mortos ou dispersos, substituidos com o tempo pelos duergar e drows. Halaster começou uma cruzada contra ambas as raças, participando de caças selvagens pelos túneis com aliados chamados dos Planos Exteriores. Os duergar permaneceram obstinadamente até que o mithril foi largamente explorado, mas então eles deixaram o drow para lutarem com Halaster e seus exércitos. Halaster capturou ou matou os elfos negros restantes, prendendo suas almas através de magia negra ou torturando seus corpos e escravizando suas mentes. Quando o último drow foi derrotado, Halaster Manto Negro escavou mais, cada vez mais para baixoe, continuando sua estranha obsessão cavando montanha abaixo.

Finalmente, quando Halaster estava ausente por mais de um ano, alguns de seus aprendizes se arriscaram na torre à procura do grande mago. Eles encontraram armadilhas, monstros e dicas irresistíveis sobre poder abaixo da terra. Individualmente eles examinaram as profundezas das masmorras, encontrando armadilhas cada vez mais mortais e inimigos mais poderosos. Por seus esforços, eles foram recompensados com riquezas e magia. Quando os Sete foram reduzidos a cinco, Halaster apareceu para seus estudantes e explicou que ele tinha construído os túneis para guardar seus experimentos e tesouros. Ele recrutou a ajuda deles para fazer suas masmorras cada vez mais seguros.

O que aconteceu depois disso não está claro, mas somente um aprendiz sabe-se que deixou a Montanha Subterrânea, e ela fugiu da área, nunca mais retornando. Halaster continuou vivendo em baixo da montanha, usando-a como uma base a partir da qual ele viajou para outros planos e terras distantes, aprisionando criaturas estranhas e trazendo-as de volta para morar como prisioneiros ou como guardiões de sua casa. Com o tempo, Halaster procurou meios mágicos para prolongar sua vida, e alguns dizem que foram estes feitiços e itens que finalmente levaram Halaster à loucura. Enquanto antes ele tinha sido apenas obcecado e confuso, sua busca pela imortalidade pareceu o deixar verdadeiramente louco.

Enquanto Halaster procurava em outros planos e se isolava em seus túneis, sua torre caiu em ruínas. Quando Halaster ainda era ativo no mundo externo, sua casa foi considerada um lugar amaldiçoado, assim os colonos na área deixaram a torre ruir sozinha. Com o tempo, a cidade agora conhecida como Águas Profundas cresceu na direção da montanha e alcançou o porto. Assim que a cidade se espalhava, alcançou e cercou as ruínas da casa de Halaster. A Montanha Subterrânea foi conhecida destes colonos, e eles castigavam freqüentemente os criminosos enviando-os para suas profundezas. Assim foi por muitos anos até que um aventureiro chamado Durnan explorou as profundezas abaixo da torre e retornou, carregado de riquezas, para contar a história. Durnan demoliu as últimas sobras do domicílio sobre o chão de Halaster e construiu uma hospedaria em cima de onde ele desceu para as profundezas. Ele chamou sua hospedaria de o Portal Bocejante, e Durnan trabalha lá até hoje, servindo os freqüentadores e convidando os valentes ou os tolos a tentar sua sorte nos corredores da Montanha Subterrânea.

Modos de Entrar e Sair

Muitos caminhos conduzem para a Montanha Subterrânea e poucos caminhos conduzem para fora. Muitas que se parecem saídas conduzem mais ainda para dentro do labirinto, e muitas armadilhas sugam suas vítimas para níveis mais fundos da masmorra. Um artigo futuro vai detalhar algumas das muitas saídas e entradas para a maior sepultura em massa de Faerûn, mas esta série assume que os PJs entram e saem por uma: o poço na Estalagem do Portal Bocejante.

O Portal Bocejante

O Portal Bocejante, famoso por conter a entrada para a Montanha Subterrânea, fica em Águas Profundas na Rua Chuva Corrente na parte superior do bairro das Docas. É um local para se ver para muitoss visitantes da grande cidade, e muitos aventureiros a usam como o ponto de partida e refúgio durante suas explorações na masmorra.

Construído no local onde ficava a torre de Halaster, o Portal Bocejante é uma estrutura irregular coberto de tapeçarias azuis. A comida na estalagem é decente e o preço dos quartos e são justos. Durnan construiu o Portal Bocejante com a riqueza tomada da Montanha Subterrânea, e ele tem conduzido a hospedaria desde a sua aposentadoria das aventuras há mais de setenta anos atrás. Agora se aproximando dos cem anos de idade, o Durnan de cabelos brancos não é uma presença menos poderosa atrás do bar, e muitos o consideram uma instituição em Águas Profundas. Com músculos como disparos de catapulta e uma espada larga pendurados entre as prateleiras de canecas e garrafas, poucos causam problemas na estalagem, e esses que o fazem, vão embora depressa. Os brigões e assassinos locais pensam bem antes de pôr os pés no Portal Bocejante, e recém-chegados na estalagem recebem um acolhimento amigável dos outros freqüentadores junto com um aviso sobre lutar ou usar magias. Durnan pede a àqueles que estram em conflito para deixar a estalagem, pondo-os para fora se recusarem. Alguns guardas da cidade de fora do expediente normalmente estão no bar, e eles chamam seus companheiros para prender qualquer um que brigar, seja dentro ou fora. Como resultado da influência de Durnan e a atração da entrada para a masmorra, jantar ou beber no Portal Bocejante permanece um ato relativamente seguro e divertido de se passar o tempo, e muitos trabalhadores locais e comerciantes estão sempre trombando com estrangeiros exóticos e aventureiros no local.

O centro do bar é um balcão largo com uma parede baixa. Este é o "portal bocejante" e a entrada para a Montanha Subterrânea. O poço é rodeado por de tochas sempre acesas e uma grande construção de manivela que pendura uma corda 42 m acima da masmorra. A entrada para a Montanha Subterrânea custa 1 PO. Durnan abaixa qualquer freqüentador do bar que pague através do poço por meio da manivela e uma corda de seda comprida. Durnan não gosta de descer mais de uma pessoa de cada vez na corda, embora ele faça exceções para personagens Pequenos e indivíduos excepcionalmente leves. Se alguém insistir em descer com mais peso que Durnan imaginar que a corda possa agüentar, o estalajadeiro pede que o grupo pague adiantado pela substituição da corda, e se ela romper a caminho da descida, Durnan grita um "eu disse a vocês" para o aventureiro em queda - para a diversão dos freqüentadores do bar. Aqueles que fazem uso do poço sem pagar ganham a ira de Durnan e ele se recusa a os subir de volta pelo poço sem mandar primeiro seus tesouros e equipamento - tudo, exceto a roupa de baixo - pela corda. Durnan mantém o tesouro e os equipamentos e itens até que o aventureiro possa comprar os itens de volta por um preço justo ou pagando 1,000 PO, nada menos que isso.

Se um aventureiro retornar ao poço e quiser subir de volta, ele tem que ter 1 PO para pagar Durnan. Aqueles que não podem pagar têm que dar seu equipamento para Durnan, pagando 500 PO a ou o valor de seu equipamento Durnan antes de reaverem seus itens. Se alguém recusar as condições de Durnan ou tentar sair sem pagar, Durnan ou deixa-os no fundo do poço ou os força a voltar. A queda de 42 m convence a maioria das pessoas de que o embaraço e pobreza são as opções preferidas.

Durnan fornece outros serviços a aventureiros. Além de oferecer comida e prazeres, ele aluga quartos e armários com trancas, e ele mantém algumas ferramentas essenciais à mão para vender àqueles que poderiam ter esquecido algo em suas preparações. Use os preços para equipamento, mantimentos e estadias como previstas no Livro do Jogador. Durnan cobra 5 PO por dia pelo uso do armário com trancas, e ele exige pagamento no ato. Ele vende os artigos armazenados se a pessoa não retornar para pegá-los. Isto poderia parecer um exagero, mas existem poucos lugares mais seguros na cidade para armazenar tesouros e suprimentos do que com Durnan. Durnan também vende poções de cura fornecidas pelo templo de Tymora da cidade. Ele cobra o preço do Livro do Mestre desde que ele compre em quantidade com desconto. Durnan dispõe de outras curas ou ajudas para aventureiros que retornarem, mas ele enviará um mensageiro a um dos templos gratuitamente (ele considera como um pequeno serviço a ser pago pela taxa de entrada dos PJs e o entretenimento que eles fornecem ao seus fregueses simplesmente por terem escolhido se aventurar nas masmorras).

Quando os aventureiros pagam para entrar no poço, os fregueses se alegram, compartilham rodadas de bebidas, e geralmente dão aos heróis uma grande festa de despedida. Para aqueles não distraídos pela celebração, a cena poderia parecer um pouco horrível quando os clientes da estalagem e aqueles trabalhando ali abertamente apostam se os aventureiros voltarão ou não, em que estado voltarão, e quantos poderiam voltar. Aventureiros não podem participar destas apostas.

Os Guardiões passaram pelo Portal Bocejante em uma época conturbada de suas vidas.
Para eles o Portal Bocejante foi à saída do grande pesadelo que é a Montanha Subterrânea e a entrada para uma vida rodeada de problemas ainda maiores.
Sair da Montanha Subterrânea transformou aqueles jovens viajantes em aventureiros veteranos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
O Portal Bocejante
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Novata
» Portal do Forum

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forgotten Realms - O Mythal de Fúria Draconica :: O Mythal de Fúria Draconica :: As tavernas e tabernas dos Reinos-
Ir para: